As empresas precisam ter uma atenção especial quando o assunto for Exames Toxicológicos. Nesse momento, o Exame Toxicológico LABET pode contribuir significativamente para que as instituições fiquem regulares em suas rotinas.

Ao contratar um profissional em regime CLT ou desligá-lo de suas funções, o teste é essencial e previsto em lei. Por meio do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), é obrigatório cadastrar o código do exame no instante em que o motorista for registrado e a movimentação notificada ao Ministério do Trabalho.

É de suma importância que os empregadores saibam que, mais do que uma obrigação legal, o exame é fundamental para a segurança do motorista e da frota, seja ela de carga ou de pessoas. Pensando nisso, neste artigo abordaremos como os serviços da LABET podem ser fundamentais para garantir essa regularidade. Acompanhe!

O que é o exame toxicológico?

O exame toxicológico tem como principal objetivo detectar o consumo de substâncias tóxicas, drogas e outros tipos intoxicantes. Entre as drogas detectadas estão as depressivas, alucinógenas e estimulantes. Essas últimas aumentam o nível de percepção do usuário, além de produzir o aumento da atividade pulmonar e de reduzir a fadiga.

Na Lei Federal 13.103, promulgada em 2015 (conhecida como Lei do Caminhoneiro), esse exame é obrigatório aos motoristas cujas habilitações são da categoria C, D e E — regulamentada pela Deliberação DENATRAN 145, em 30 de dezembro de 2015. Como já mencionado anteriormente, essa obrigatoriedade se dá nos momentos de contratação e desligamento do funcionário.

Esse exame deve ser realizado a cada 2 anos e meio, e garante ao empregador que os motoristas não sejam usuários frequentes de substâncias que podem provocar, além de acidentes, prejuízos à empresa. A lei prevê também que a recusa do motorista em cumprir com essas obrigações pode ser considerada uma infração disciplinar.

É possível realizar o exame de 4 maneiras: saliva, urina, sangue e queratina. A diferença entre elas está na janela de detecção. Enquanto alguns meios detectarão o consumo de poucas horas ou dias, já o Exame do Cabelo pode detectar a ingestão em um período de até 180 dias. Os que possuem uma janela maior são interessantes para o empregador, pois permitem identificar se o funcionário faz uso dessas substâncias com frequência ou apenas ocasionalmente.

Como as empresas devem proceder?

De acordo com a Portaria 945 do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), é de responsabilidade da empresa a realização do exame e do envio ao CAGED. Esse cadastro é uma maneira que o Governo Federal encontrou de fiscalizar a regularidade das empresas de transporte e o cumprimento da normativa.

A partir disso, foram inseridos no sistema novos campos obrigatórios, como o código do exame toxicológico, a data do exame médico (dia/mês/ano), o CNPJ do laboratório, o CRM do médico revisor e o estado em que o CRM desse médico está registrado.

Com o objetivo de estar em conformidade com as exigências do Ministério do Trabalho, esses dados devem ser informados ao CAGED sempre que o motorista for declarado no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados e estiver em regime CLT.

Deixe seu email e ganhe desconto na compra do seu Exame Toxicológico na LABET!

Como é o procedimento da coleta?

A partir do momento em que o funcionário é admitido pela empresa, ele deve se dirigir ao laboratório indicado. O motorista deve fornecer, no laboratório, uma pequena amostra de cabelo ou outros pelos do corpo. Esse material é suficiente para que as pessoas responsáveis realizem o teste.

Além disso, o funcionário pode ficar tranquilo: esse procedimento não afeta de maneira alguma a estética. É indolor, não invasivo e não contagioso.

Como dito anteriormente, o exame feito por meio da queratina possui uma janela de detecção de até 180 dias e pode trazer informações valiosas ao empregador. A Labet trabalha com esse tipo de análise, que determina a presença de vestígios de drogas localizadas no interior dos fios de cabelo.

Esse processo analítico detecta drogas e metabólitos que foram absorvidos e permanecem fixos no cabelo durante meses após o consumo. Tanto o cabelo quanto o pelo corporal crescem a uma taxa média de 1cm por mês. Ou seja, uma amostra que tem a medida de 3cm pode detectar o consumo de substâncias em larga janela, ou seja, um período de até 3 meses. Já uma amostra de 12cm, pelo período de um ano.

Comparadas com as análises feitas por meio da urina e da saliva, as de queratina são as únicas capazes de determinar o uso de drogas em um período de meses — e até anos.

Quais são os principais diferenciais do exame toxicológico Labet?

Fundada em 2010, a Labet Exames Toxicológicos é a mais completa solução em exames do Brasil e da América Latina. Possui uma exclusiva aliança com a líder mundial em Exames Toxicológicos com sede nos Estados Unidos, a Quest Diagnostics, que realiza anualmente mais de 11 milhões de análises.

A Labet está entre os 8 laboratórios credenciados pelo Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) para realizar o exame em todo o país, atendendo à já mencionada Lei 13.103, promulgada em 2015 e que está em vigor desde março de 2016.

O Exame do Cabelo da Labet, feito a partir da análise do cabelo, possui a acreditação CAP/FDT com Valor Forense. Como consequência, isso garante a segurança e a precisão da análise durante todo o processo por meio da Cadeia de Custódia. A confiança é, portanto, assegurada desde o momento da coleta da amostra até a entrega do laudo ao funcionário e ao empregador.

As análises são feitas nos Estados Unidos, no laboratório da Quest, o que garante mais confiabilidade nos laudos. Além disso, a empresa acredita fielmente que a eficiência logística e a credibilidade caminham lado a lado, e por essa razão, possui uma cadeia de custódia estruturada na pré-análise, análise e também na pós-análise.

No entanto, com o objetivo da otimização do processo, a Labet está prezando pelo investimento em um laboratório especializado em território brasileiro, o Quest-Labet, que representará grandes vantagens aos motoristas. Entre elas, a diminuição do custo do exame por ter uma logística mais facilitada, além de mais praticidade e agilidade nos resultados.

Além disso, oferece atendimento de excelência aos seus principais clientes e contribui para que os empregadores estejam dentro da lei. Reduz também o absenteísmo e evita o custo adicional em manter funcionários dependentes e usuários de substâncias químicas, além dos riscos de acidentes. A empresa atua ainda em prol da segurança no trânsito e em rodovias, uma das principais vantagens que o exame oferece aos empregadores e funcionários.

A Labet, além de assegurar a rapidez na entrega do laudo (5 a 7 dias), possui a maior e melhor rede de coleta do país. São mais de 4 mil unidades distribuídas em todo o Brasil, sendo o laboratório mais reconhecido e procurado por motoristas de todo o território nacional.

Como você pôde perceber, os exame toxicológico Labet possuem diferenciais expressivos no mercado nacional. Confiabilidade, praticidade e rapidez nos resultados são características que prezamos e sempre oferecemos aos nossos principais clientes.

Agora que você já sabe os principais aspectos do exame toxicológico e conhece as qualidades dos serviços prestados pela Labet, entre em contato conosco e contrate os nossos serviços.