Dirigir durante várias horas seguidas tem sido uma realidade cada vez mais comum. E ainda faz parte da rotina de pessoas que dirigem profissionalmente, como taxistas, caminhoneiros e motoristas de ônibus. Todos eles precisam ter bem-estar ao dirigir para manter a sua saúde, segurança e a de outras pessoas.

Embora seja uma atividade desgastante, dirigir pode ser menos exaustivo se forem tomados alguns cuidados para garantir que corpo e mente estejam bem para essa prática.

Para quem roda muito na estrada, e também aqueles que costumam trafegar longas distâncias eventualmente, nós preparamos este post. Nele abordamos os fatores que precisam ser conhecidos para que o motorista se sinta bem ao dirigir e mantenha seu foco e atenção. Continue lendo e confira!

A influência da alimentação

O alimento que ingerimos atua em nosso organismo como o combustível do veículo. Quando ele é de má qualidade, o corpo não trabalha direito, assim como o motor não funciona bem com combustível ruim. Por isso, para manter o bem-estar ao dirigir, uma das primeiras preocupações de todo motorista deve ser com sua alimentação.

É essencial ter esse cuidado não somente ao pegar a estrada, mas em todas as suas refeições. Isso porque certos grupos de alimentos, como aqueles gordurosos, carnes vermelhas, industrializados, fast food e derivados de farinha de trigo branca, causam cansaço e indisposição. Afinal, sua digestão é mais lenta e exige energia do organismo, o que provoca sono e ainda acarreta males para a saúde.

O ideal é que o cardápio seja leve e nutritivo, rico em alimentos integrais, carnes magras ou brancas, verduras, legumes e frutas. A água também não pode faltar, porque ela mantém o corpo hidratado e ajuda na circulação sanguínea.

A importância dos exercícios físicos

Dirigir durante muito tempo também pode prejudicar o condicionamento físico, desacelerar o metabolismo e provocar diversos problemas decorrentes do sedentarismo. Esse é o caso do colesterol alto, o diabetes, a obesidade, a atrofia muscular, dores nas articulações e coluna, entre outros.

Por isso, o ideal é que seja mantida também uma rotina de exercícios físicos para que o organismo possa ser ativado. Esportes, musculação, hidroginástica e outras atividades cumprem muito bem esse papel.

Elas ajudam a manter o coração em perfeito funcionamento, trabalham o sistema respiratório, ativam a circulação sanguínea e o sistema linfático. Além disso, ajudam a aliviar o estresse e combater distúrbios do sono. Tudo o que o corpo humano precisa para se manter ativo e saudável!

A contribuição dos alongamentos

É recomendado que a cada três horas dirigindo todo motorista faça uma parada para evitar o efeito chamado de hipnose rodoviária. Também para que possa ir ao banheiro, comer alguma coisa e ainda alongar o corpo. Essa é uma prática importante porque quando os músculos ficam muito tempo na mesma posição eles tendem a ficar doloridos e atrofiados, perdendo sua força e interferindo na coordenação motora e reflexos.

Por isso, antes de dirigir e nas paradas que fizer, alongue-se esticando a musculatura dos braços, das pernas, mãos, pescoço e coluna. Isso vai aliviar a tensão do corpo e evitar dores e lesões por esforço repetitivo.

O alongamento também ajuda a ativar a circulação sanguínea dos membros e levar oxigênio para eles. Tudo isso vai manter o seu corpo relaxado e sua mente atenta para continuar a sua viagem. Não se esqueça de que respirar durante os exercícios é essencial para a oxigenação das células e sua nutrição.

Deixe seu email e ganhe desconto na compra do seu Exame Toxicológico na LABET!

Os riscos de dirigir com sono

Outra prática que deve ser evitada para manter o bem-estar ao dirigir, e ainda a segurança de todos, é pegar a estrada com sono. Quando a mente está exausta isso compromete a atenção, o raciocínio fica lento, os reflexos não são bons e o motorista ainda pode dormir ao volante.

É essencial manter a qualidade do sono para estar bem na estrada, sendo que para adultos o recomendado é um tempo de seis a oito horas de descanso por dia. E isso deve ser respeitado para manter a energia corporal e mental.

Quando estiver com sono, não tente artimanhas para se manter acordado, como tomar café ou energéticos. Prefira parar e dormir porque esse é o melhor remédio para quando se está cansado.

O consumo de bebidas e energéticos

Dirigir embriagado é crime, por isso, um motorista jamais deve ingerir bebidas alcoólicas antes de pegar o volante. Essa é uma regra de segurança para sua própria vida, e também para as demais pessoas que dividem a via pública.

Toda bebida que contém álcool interfere no raciocínio, na percepção das coisas, nos sentidos e ainda compromete a coordenação motora e os reflexos. Por isso, prefira beber sucos ou água antes de dirigir.

Também é importante evitar o uso de energéticos. Isso porque eles podem causar efeitos colaterais que são indesejados para todos, em especial para quem está dirigindo, como:

  • dor de cabeça;

  • palpitações;

  • irritabilidade;

  • agitação;

  • aumento da pressão sanguínea.

Também podem provocar insônia, e como o motorista precisa de uma boa noite de sono, isso não é bem-vindo, não é mesmo? O ideal é preferir manter a energia e a disposição de outras formas, como dormindo bem, mantendo uma alimentação equilibrada e praticando exercícios.

Essas práticas são suficientes para que seu corpo tenha os nutrientes que precisa e consiga se recompor do cansaço. Isso porque os energéticos podem parecer bons no começo, mas em seguida, trazem esses pontos negativos.

O perigo dos entorpecentes

O uso de substâncias entorpecentes para ajudar a manter atenção e ficar acordado no trânsito vai totalmente contra as boas práticas para o bem-estar ao dirigir. Sem falar que coloca em risco a vida do motorista e de todas as outras pessoas.

Isso porque drogas e entorpecentes são substâncias psicoativas, ou seja, elas atuam no cérebro e modificam a realidade e a percepção sensorial do indivíduo. Isso significa que ele perde a noção do que se passa ao seu redor, o que vai fazer com que não tenha o mesmo tempo de resposta, ou não perceba o que está acontecendo.

É por isso que o uso de drogas e entorpecentes na direção também é crime, e mais uma vez ressaltamos que, para se sentir bem ao dirigir, prefira cuidar do corpo e da mente de forma natural, atendendo as necessidades orgânicas de descanso, hidratação e nutrição.

O bem-estar ao dirigir depende de vários fatores combinados, para garantir que o organismo trabalhe bem, a mente esteja atenta e o motorista mantenha um bom estado psicológico. Seguindo as dicas e recomendações que deixamos aqui, você vai sentir melhoras em sua saúde e também na forma como dirige. Cuide-se do jeito certo, na estrada e fora dela.

Motoristas profissionais ou não precisam saber como se cuidar. Então, compartilhe esse artigo com seus amigos nas redes sociais para que eles conheçam essas informações também!