Toda empresa, grande ou pequena, trabalha ou deveria trabalhar com os indicadores de RH para ajudar na melhoria constante da produtividade. Dessa forma, é possível utilizar essas ferramentas para coletar dados importantíssimos e mensurar o nível de desempenho que a empresa está ofertando.

São esses indicadores que vão monitorar e avaliar o empreendimento e sua atuação, colaboradores, processos, metas e programas. Por isso, leia o texto com atenção e entenda como aplicar esse instrumento tão importante. Acompanhe!

Serventia dos indicadores de RH

Indicadores ou KPI’s, sigla em inglês para key performance indicators, são utilizados em todos os segmentos, pois refletem o resultado quantitativo da organização. Apresentam os números reais do negócio, o que auxilia bastante na hora de mostrar e cobrar resultados.

Utilizando os dados coletados com os KPI’s é possível realizar um diagnóstico mais preciso sobre a real situação do negócio. Por exemplo, o índice de produtividade é medido com base em três dados: qualidade, tempo e custo. Esses elementos precisam estar em equilíbrio, caso contrário, será considerada uma atividade improdutiva.

Imagine que quanto mais tempo um motorista gasta para realizar uma entrega, maior o seu custo com combustível e mão de obra. E se a entrega não chega no horário, a qualidade do serviço obviamente estará comprometida.

Existem diversas formas de mensurar estes e outros dados. São vitais para a saúde da empresa e ajudam tanto na tomada de decisões quanto no fortalecimento da marca e do engajamento dos motoristas com as expectativas do negócio.

Rotatividade

Como anda o turnover em sua empresa? Nem sempre os RHs de uma empresa estão atentos ao custo que está atrelado a uma rotatividade alta, como custos com recrutamento e treinamento. Investimento que, a cada vez que um profissional é substituído, é perdido sem que se faça uma mensuração. O ideal é manter em seu quadro aqueles que já entenderam a forma com que a instituição trabalha:

  • apresentam baixo índice de absenteísmo e atraso;
  • cumprem a rotina de trabalho de forma natural;
  • cumprem as obrigações legais, como os exames toxicológicos e médicos;
  • preocupam-se com a reciclagem e renovação de sua CNH C,D e E.

Esteja atento a esse indicador, pois ele revela como a empresa é vista, principalmente, em relação às concorrentes. Ora, se determinada organização não atende as expectativas, nada mais natural que se vá procurar alguma outra que atenda, certo?

Absenteísmo

Você sabia que, segundo pesquisa da CNT (Confederação Nacional dos Transportes), cerca de 50% dos usuários de drogas estão empregados? Essas pessoas têm mais propensão a apresentar faltas injustificadas no trabalho.

O custo adicional de manter ativo esse funcionário não precisa ser assumido. Carro parado é prejuízo, então as preocupações da empresa devem ser outras, como cumprir a lei vigente e proporcionar um bom ambiente de trabalho para seus colaboradores.

A aplicação do exame toxicológico ajuda na redução do absenteísmo, revelando aqueles motoristas cujos valores não estão de acordo com aqueles pregados pela organização. O resultado do teste tem valor forense e pode ser usado para fins jurídicos.

Investimento em treinamento

Um funcionário devidamente treinado para desempenhar sua função, além de mais produtivo, apresenta menor índice de reclamação e abandono. É mais consciente de suas obrigações e entende que seu papel é fundamental para o bom funcionamento da empresa.

No caso dos motoristas que lidam diretamente com o cliente, esse indicador se faz ainda mais necessário, pois ajuda a melhorar também os índices de aceitação. Além do mais, contribui diretamente para a relação com o contratante do serviço.

Sempre após ser ministrado qualquer treinamento é importante que se faça uma avaliação do conteúdo aprendido. Trata-se de outro KPI para confirmar a eficiência do conteúdo passado e a evolução dos participantes. Certifique-se de elaborar questionários que tragam informações relevantes para o gestor.

Clima organizacional

Observe esses indicadores de RH, que servem para saber o nível de satisfação e motivação dos colaboradores para com a empresa. Estar de acordo com os valores pregados pela instituição é a certeza de que o colaborador será um embaixador da marca.

Aquele motorista que veste a camisa e colabora com as obrigações, entregando os exames toxicológicos e médicos corretamente, renovando a CNH e fazendo a reciclagem, é certamente aquele funcionário que colabora positivamente para um bom clima organizacional.

Faça essa pesquisa sempre que necessário, mas não tome muito o tempo de seus colaboradores. Utilize questionários objetivos!

Mas, acima de tudo, leve aos seus superiores os resultados para que se tracem planos de ação concretos que façam a diferença no dia a dia dos colaboradores. Afinal, se houve uma pesquisa, significa que a empresa se interessa pelo que os colaboradores pensam. Faça com que eles percebam a diferença.

Deixe seu email e ganhe desconto na compra do seu Exame Toxicológico na LABET!

Reclamações e ações trabalhistas

São coisas distintas, mas passarão pelo mesmo crivo. Entenda os principais motivos das reclamações feitas por seus clientes e saiba categorizá-las para gerar um plano de ação eficaz, que possa ser desmembrado em treinamentos ou políticas internas. Assim, você conseguirá melhorar o indicador de satisfação resolvendo problemas que, aparentemente, seriam de ordem menor, mas dizem respeito diretamente ao nível de encantamento de seu cliente.

Melhorar o indicador quanto ao número de ações trabalhistas significa encontrar exatamente os pontos em que a empresa poderia estar agindo de forma irregular. Indicam aspectos relacionados à gestão e ao cumprimento das leis. Quando expostos, fica bem mais fácil trabalhar para evitar tanto reclamações quanto ações legais justificadas.

Retenção de talentos

Seus melhores motoristas estão abandonando o carro, digo, o barco? É necessário entender o que pode estar acontecendo para seu banco de talentos não ficar desfalcado e sua garagem com carro parado. Estão indo para a concorrência? Negócio próprio? Insatisfação ou propostas melhores?

Com esses indicadores de RH, mover ações estratégicas para esse público a fim de fazê-los permanecer na empresa se torna mais fácil. Também facilita a identificação dos fatores que os fazem querer sair. O bem-estar do motorista, assim como em qualquer função, é fundamental para um funcionário satisfeito e uma empresa produtiva.

Custos

Os números não mentem, certo? Trabalhar com os dados referentes às entregas de uma empresa de logística pode indicar a lucratividade para seu negócio. Vão indicar os principais e possíveis “escoamentos” de recursos, além de elucidar por qual caminho prosseguir.

Coloque na ponta do lápis:

  • custo do frete em relação a produtos avariados (se carga);
  • custo do frete em relação ao km rodado;
  • passageiro por km rodado (se passageiro);
  • custo do frete em relação ao valor da entrega;
  • custo do frete em relação à depreciação do veículo;
  • custo do frete em relação às devoluções;
  • custo do frete em relação às entregas realizadas por motorista.

Essas informações coletadas também servirão de base para o cálculo do item a seguir. Ele é considerado determinante para o que se refere à economia básica da empresa.

Retorno sobre investimento

É a hora de avaliar cada veículo em atividade, a possibilidade de aquisição de novos carros, aluguel ou aquisição de pátios e salas, contratação de mão de obra e o tempo de retorno do capital investido.

Dessa forma, ficará mais clara a maneira de evitar prejuízos financeiros. Estabeleça uma relação entre despesas, patrimônio, prejuízos e arrecadação.

Indicadores de acidentes

Estar atento a esse indicador também é muito importante. Se os números estiverem altos, é provável que a empresa esteja perdendo dinheiro. Observe:

  • número de acidentes;
  • acidentes com culpa;
  • acidentes sem culpa;
  • acidentes com vítima;
  • acidentes sem vítima;
  • acidentes com vítima fatal;

Os empregados usuários de drogas estão mais propensos a sofrer acidentes, por isso o exame toxicológico também ajuda bastante na melhoria desses indicadores.

Então, gostou do nosso tutorial? Aplique de forma sistemática os indicadores de RH que você acha que darão mais certo para o seu negócio e nunca deixe de exigir seriedade e dedicação de si mesmo e de seus colaboradores. Para os motoristas que, por lei, precisam a cada renovação e reciclagem fazer o exame toxicológico, confie em laboratórios de credibilidade, que prezam pela ética para tratar com seu público.

Se você gostou das nossas dicas, compartilhe este texto nas redes sociais e marque aquela pessoa que você sabe que gostaria também dessa leitura! Até a próxima.