Em 2014, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) iniciou um movimento para estimular o combate ao câncer de pele, o mais comum no Brasil. Assim surgiu o Dezembro Laranja.

Desde então, sempre no último mês de cada ano, a entidade realiza diferentes ações de conscientização em parceria com instituições públicas e privadas, para informar a população sobre as principais formas de prevenção, diagnóstico e tratamento da doença.

Sabendo da importância dessa prevenção para os motoristas profissionais, preparamos este post especial com algumas informações que ajudarão nessa missão. Quer saber quais são elas? Então, continue a leitura e confira!

Por que os motoristas correm um risco maior de desenvolver câncer de pele?

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), a exposição aos raios solares é o principal fator de risco para o câncer de pele, que tem 176 mil novos casos diagnosticados a cada ano no Brasil.

No entanto, as pessoas não devem se preocupar com esse risco apenas na praia, na piscina ou em ambientes externos. Os veículos também podem ser ambientes muito perigosos para a saúde dos motoristas, principalmente para quem dirige por longas horas durante o dia.

Viajar entre as 10 h e as 16 h — período comum de atividade para esses profissionais — provoca sérios efeitos negativos por conta do pico de radiação solar, como queimaduras e alergias na pele. Ao longo dos anos, essa exposição causa o envelhecimento precoce (pela lesão das fibras elásticas da pele) e o temido câncer. Os primeiros sinais de danos são: ardência, vermelhidão e descamação.

Quais são as melhores maneiras de prevenir essa doença?

Proteger-se do sol

De acordo com a campanha do Dezembro Laranja, a maneira mais comum e eficiente de prevenir o câncer de pele é usar sempre o filtro solar com fator de proteção (FPS), no mínimo, de 30. O ideal é escolher o produto mais adequado ao estilo de vida do profissional, aplicá-lo a cada 2 ou 3 horas e utilizá-lo todos os dias.

Outra forma de se proteger do sol é usar roupas que cubram os braços e outras partes do corpo, como chapéus e óculos de sol com proteção UV.

Deixe seu email e ganhe desconto na compra do seu Exame Toxicológico na LABET!

Reforçar a hidratação

A hidratação — principalmente nos horários de maior incidência dos raios solares, entre as 10 e 16 horas — também é fundamental para prevenir o câncer de pele. Afinal, a água garante que o organismo funcione corretamente, hidratando-o de dentro para fora, e ainda melhora a pele. Além disso, elimina grande parte das impurezas que dificultam a chegada dos nutrientes às células. O ideal é beber, no mínimo, 2 litros do líquido ao longo do dia.

Evitar o calor

O calor interno do veículo agride e enfraquece a pele, favorecendo o aparecimento do câncer. Por isso, antes de dirigir um ônibus ou caminhão que estava estacionado sob o sol, é recomendado abrir as portas e deixar o ar externo circular por cerca de 5 minutos, no mínimo. Assim, o impacto da alta temperatura será ligeiramente diminuído.

Também não é aconselhável ligar o ar-condicionado logo ao entrar no veículo quente. O ideal é conduzi-lo um tempo com os vidros abertos, para a troca de ar. Já em trajetos curtos, desligue o ar-condicionado pouco antes de parar e ande o resto com os vidros totalmente abertos, para evitar choques térmicos.

Por fim, além do que já vimos, vale lembrar que é preciso se proteger dos raios solares mesmo em dias mais nublados, além de consultar um dermatologista regularmente. Assim, a sua saúde e qualidade de vida estarão garantidas. Boa viagem!

E aí, gostou do post? Agora que você já entende a importância do Dezembro Laranja e da prevenção contra o câncer de pele, que tal ajudar os seus amigos também? Compartilhe este conteúdo nas redes sociais e mantenha todos bem informados!

Powered by Rock Convert