Trabalhar no trânsito é bastante cansativo, mas é possível elevar a qualidade de vida do motorista adotando alguns hábitos benéficos para o corpo, a mente e as habilidades.

Há quem acredite que trabalhar dirigindo é muito fácil e não causa cansaço como outras atividades. Mas somente quem trabalha com isso é que sabe o quanto permanecer horas na direção de um veículo afeta a qualidade de vida do motorista.

Ao mesmo tempo em que esse trabalho é estressante e exaustivo, também é possível minimizar os impactos negativos que ele promove. Isso é feito por meio da adoção de alguns hábitos que possibilitam ter mais bem-estar.

Eles ajudam a prevenir problemas e também impactam o modo como o motorista dirige. Afinal, essas medidas visam prevenir dores, dar mais disposição e energia, o que também favorece as habilidades na direção.

Neste artigo, listamos alguns desses hábitos positivos que você deveria adotar para alcançar mais qualidade de vida, mesmo permanecendo horas no trânsito. Acompanhe!

1. Alongue-se periodicamente

Não importa se você está sentado no sofá, deitado em sua cama ou se está dirigindo o seu veículo. Permanecer em uma mesma posição durante um período muito longo pode causar diversas dores pelo corpo.

É por isso que profissionais de todos os ramos precisam alongar-se periodicamente — e isso afeta, também, a qualidade de vida do motorista. Portanto, esse é um dos primeiros hábitos que você deve adotar.

Sempre que possível, procure sair da posição em que você está para esticar um pouco as pernas, os braços, as costas e pescoço. Isso ajudará a melhorar a flexibilidade dos seus músculos, reduzindo a tensão causada pelos movimentos repetitivos.

2. Tenha cuidado com a postura ao dirigir

Quando permanecemos muito tempo realizando uma mesma atividade, é natural que adotemos uma posição que seja mais confortável para o nosso corpo. Porém, nem sempre ela é a mais indicada, porque podemos nos acomodar tortos.

Arquear a coluna, por exemplo, é um dos hábitos muito praticados pela grande maioria das pessoas. Embora isso pareça confortável, depois de algum tempo provoca tensão nas costas, nos ombros e no pescoço. Em longo prazo, provoca alterações na estrutura óssea e na musculatura.

Por isso, esteja sempre atento à sua postura ao volante, para que você possa acomodar suas pernas, braços e coluna em uma posição que não traga prejuízos para sua estrutura. Isso exigirá sua atenção para que você mesmo corrija a posição em que está.

3. Alimente-se adequadamente

Como dito, trabalhar dirigindo é uma atividade muito estressante e cansativa, e é por isso que o corpo precisa de muita energia para conseguir dar conta do recado e manter-se ativo. Isso conseguimos somente com uma alimentação equilibrada.

É fundamental para a qualidade de vida do motorista manter um cardápio variado e nutritivo. Os alimentos muito gordurosos, industrializados, doces e ricos em sódio devem ser evitados. Ao mesmo tempo, é preciso aumentar a ingestão daqueles naturais, integrais, proteínas magras e outros grupos que contribuem positivamente para a saúde.

Você não precisa deixar de comer as coisas que gosta, mas é importante que esteja consciente de que, assim como seu veículo precisa de um combustível de qualidade, o seu organismo também deve ser abastecido com substâncias boas. Então, reduza o que faz mal e aumente o que faz bem.

Deixe seu email e ganhe desconto na compra do seu Exame Toxicológico na LABET!

4. Faça pausas estratégicas

Manter-se focado no trabalho do começo ao final do expediente, sem fazer pausas, é praticamente impossível. Depois de algum tempo, a cabeça começa a ficar confusa e o organismo pede por um momento de descanso.

É por isso que as pausas estratégicas são essenciais para a qualidade de vida do motorista. Elas não são uma perda de tempo, porque contribuem para melhorar a sua produtividade.

Pequenos momentos para relaxar e espairecer são essenciais para reduzir a tensão, diminuir o estresse, descansar os olhos e o corpo, e melhorar a atenção e a concentração. Com isso, o motorista se mostra mais habilidoso, pois não está exausto — tanto física como mentalmente.

5. Respeite os limites do corpo

Todas as pessoas possuem um limite até onde o seu corpo e a sua mente suportam alcançar. Para você, como motorista, é muito importante conhecer os seus e respeitá-los para evitar a sobrecarga e a exaustão.

Considere que o seu trabalho é de extrema responsabilidade e que, a todo momento, você deve estar atento para desempenhar a sua atividade com profissionalismo. Se não estiver bem para dirigir, acidentes podem acontecer.

Então, trabalhe sempre respeitando seus limites, evitando horas extras excessivas e também jornadas muito extensas. O seu corpo e a sua mente precisam de descanso e você deve oferecer isso para eles. Não se esqueça de que suas horas de sono e de folga são essenciais para garantir a sua qualidade de vida e o seu bom desempenho como motorista.

6. Adote um hobby

Controlar o stress é essencial para todas as pessoas — e, no caso dos motoristas, isso é ainda mais expressivo. Afinal, pessoas estressadas têm maior dificuldade para tomar decisões racionais e ponderadas, e isso, no trânsito, resulta em desentendimentos e acidentes.

Uma das formas mais eficazes de controlar o estresse é adotando um hobby. Trata-se de uma atividade agradável e prazerosa que vai fazê-lo esquecer, por alguns momentos, das responsabilidades e problemas do dia a dia.

O intuito é ter uma válvula de escape onde possa restabelecer as suas energias, de modo que consiga sentir-se mais satisfeito e feliz. É por isso que a escolha do hobby é algo muito individual, e deve ser baseada naquilo que de fato você gosta de fazer.

Procure reservar um momento do seu dia ou da sua semana para essa atividade. Ela vai ajudá-lo a relaxar, e isso eliminará o cansaço mental — trazendo melhorias também para o corpo.

A qualidade de vida do motorista depende do equilíbrio de diversos aspectos, tanto físicos como mentais e emocionais. É por isso que é fundamental adotar hábitos saudáveis e prazerosos, que vão impactar positivamente a rotina. Assim, é possível ter mais saúde física e mental, e as habilidades profissionais se aprimoram em função do bem-estar alcançado.

Para ser um profissional ainda melhor, descubra quais são os oito cursos fundamentais para tornar-se um motorista qualificado.