Em sua rotina de trabalho, o motorista profissional enfrenta alguns desafios diários. Entre eles, há o trânsito das grandes cidades e as longas e estressantes jornadas de trabalho, além do hábito de ficar sem comer — que pode ser uma das práticas mais prejudiciais para sua saúde.

Essa profissão é uma das mais exigentes no que diz respeito às boas condições físicas e mentais. Mas, para mantê-las, é necessário acrescentar hábitos saudáveis em sua rotina e ter uma boa alimentação constantemente.

No entanto, engana-se quem pensa que comer bem envolve grandes quantidades. A alimentação, quando saudável, previne doenças, melhora a qualidade de vida e proporciona um bom preparo para o motorista. Com alguns cuidados extras no dia a dia, é possível ter uma vida de qualidade (e o mais importante: alimentar-se melhor).

O estilo de vida convencional desses profissionais já estimula o aparecimento de alguns problemas de saúde. Entre eles, nota-se uma grande proporção de pessoas com sobrepeso, hipertensão, vida sedentária e, claro, uma alimentação inadequada.

Por essa razão, falaremos sobre alguns cuidados necessários para que o motorista evite o hábito de ficar sem comer. Vamos dar, ainda, dicas para uma alimentação melhor. Boa leitura!

Como evitar o hábito de ficar sem comer?

Com alguns cuidados simples, é possível evitar o hábito de ficar sem comer. Vale lembrar que passar horas de jejum é extremamente prejudicial para nosso corpo.

Após um tempo sem se alimentar, o organismo começa a experimentar o estresse e, a partir disso, tem início o esgotamento do glicogênio que fica armazenado no fígado e nos músculos. Trata-se da principal reserva de energia de nossas células e, por essa razão, o metabolismo passa a ficar mais lento, ocorrendo mudanças hormonais.

Tal privação calórica terá como resultados dores de cabeça intensas, cansaço, alteração no humor e comprometimento do descanso. Além disso, caso o motorista se prive por algumas horas da água, os danos serão ainda maiores, com queda da pressão arterial e a possibilidade de paradas cardíacas, convulsões ou danos cerebrais.

Todos esses fatores prejudicados pela falta de alimento são extremamente importantes para a rotina de um bom motorista profissional. Portanto, listaremos, a seguir, algumas práticas simples para evitar tal hábito.

Tenha sempre um alimento em seu veículo

Muitas vezes, pelo pouco tempo disponível, chega a ser impossível para o motorista parar em determinadas lanchonetes ou restaurantes. Dessa forma, levar consigo lanchinhos saudáveis pode ser essencial. Procure, no entanto, escolher frutas e alimentos com baixo valor glicêmico.

Itens com altos índices glicêmicos podem causar um pico de glicose instantâneo na corrente sanguínea. E isso, principalmente para motoristas profissionais, é extremamente prejudicial, pois o pico decai rapidamente e causa sonolência. A longo prazo, são desenvolvidos problemas mais graves, como diabetes e doenças cardiovasculares.

Mas quais são esses alimentos? Alguns exemplos comuns, adotados na dieta das pessoas (e aos quais os motoristas precisam estar atentos), são:

  • pães simples;

  • produtos de confeitaria;

  • massas;

  • doces (e outros itens que contenham açúcar ou farinha branca).

Uma boa dica é escolher a fruta inteira em vez do suco. Isso porque, quando você faz a bebida da fruta com água, geralmente coloca açúcar, que apresenta um alto valor glicêmico.

Procure manter horários fixos para as refeições

Imprevistos acontecem — principalmente com um motorista profissional, que pode se deparar com um tráfego intenso ou acidentes no meio do caminho, atrasando seu trajeto. No entanto, é extremamente importante ter horários fixos para as refeições.

Quando não se mantém uma frequência de alimentação, problemas comuns entre os motoristas, como os cardíacos, podem ser agravados. Além disso, a vida desregrada, levada por alguns profissionais, acaba levando-os à obesidade.

Como consequência, há o comprometimento do coração, como já mencionado, e o surgimento de problemas ortopédicos, como dores nos joelhos, lombalgias etc. Por essa razão, não é recomendável trocar refeições por sanduíches ou lanches.

Divida bem a alimentação

Com o objetivo de seguir os horários fixados, é necessário dividir bem as refeições. Assim, é possível considerar uma determinada hora e alimentar-se regularmente.

O ideal é que os motoristas tenham três refeições principais (café da manhã, almoço e jantar) e três lanches intermediários. Deve-se, porém, atentar bastante para esses lanches, escolhendo frutas e alimentos que dão energia ao profissional, além de serem mais recomendados para a saúde.

Como se alimentar melhor?

Não basta se alimentar em horários específicos: é necessário comer bem. Por essa razão, selecionamos algumas dicas para que o motorista se alimente melhor. Confira!

Deixe seu email e ganhe desconto na compra do seu Exame Toxicológico na LABET!

Mastigue bem

Comer devagar e mastigar bem são cuidados de fundamental importância para a nossa alimentação. Tais iniciativas contribuem para reduzir o acúmulo de gordura abdominal e visceral, que são as mais prejudiciais para a saúde do ser humano.

Além disso, não mastigar convenientemente os alimentos pode fazer com que surjam problemas no organismo, assim como dificuldades na absorção dos nutrientes que são essenciais para nosso corpo.

E o mais importante para os motoristas profissionais é que mastigar bem facilita a digestão. Esse processo é essencial para evitar o aparecimento de algum mal-estar que possa prejudicar sua rotina diária.

Prefira carnes mais leves

O ideal é que o motorista opte por carnes mais leves, como as brancas (frango e peixe). Tais tipos trazem, geralmente, mais benefícios para a nossa saúde.

Elas também contêm uma menor quantidade de lipídios, colesterol e gorduras saturadas. Além disso, são fontes de ômega 3, ômega 6, ácidos graxos e substâncias que melhoram consideravelmente o funcionamento do organismo, contribuindo para uma boa nutrição.

Trata-se, ainda, de boas fontes de ferros e minerais, como potássio e fósforo, além de vitaminas, como o ácido pantatênico e a niacina — todos essenciais para o nosso organismo.

Opte por carnes grelhadas

Nos restaurantes, optar pela carne grelhada em vez das fritas é de suma importância para a saúde do motorista. Como não necessita de gordura para sua sucção, esse é um procedimento rápido e aconselhável para quem deseja uma alimentação sem gordura.

Como você pôde perceber, não ficar sem comer e adotar hábitos saudáveis na rotina de motorista profissional não envolvem muito esforço. Basta mudar alguns costumes no dia a dia para melhorar a qualidade de vida e, consequentemente, a saúde.

Gostou de nosso artigo? Deseja aprofundar seus conhecimentos sobre o tema? Confira, agora, nossas dicas para uma alimentação saudável!