Uma estratégia que pode atrair e reter os talentos de sua empresa. Saiba mais sobre ela!

A Participação nos Lucros ou Resultados, também conhecida como PLR, é uma forma de bonificação não-salarial aos colaboradores de uma empresa. Alguns empresários ainda se questionam se existem benefícios de implantá-la, tendo em vista que foram onerosas às organizações no passado. No entanto, há vantagens únicas. 

Dessa forma, explicaremos mais detalhadamente sobre o que é PLR, quais são os seus benefícios, em quais casos ela deve ser implementada e como fazê-la. Se você ficou curioso, então continue a leitura! 

O que é a Participação nos Lucros e Resultados? (PLR)

A PLR foi regulamentada por meio da Lei n° 10.101 de 2000, que instituiu como instrumento de integração entre o trabalho e o capital como incentivo à produtividade do colaborador. Mesmo que seja regulamentada por lei, ela não é uma obrigação trabalhista e deve ser acordada por uma comissão de trabalhadores, sendo mediada por sindicatos. 

É por meio desse acordo que será definido os cálculos da participação nos lucros ou resultados, que podem ser de forma igualitária para todos os cargos ou de acordo com cada função. Normalmente, a PLR é paga semestralmente em duas parcelas anuais ou anualmente em uma única parcela. 

Quais os benefícios da PLR?

Implementar a PLR em uma empresa pode trazer muitos benefícios. Abaixo listamos três deles para que você conheça. Confira!

Parcela sem natureza salarial 

Se a empresa decide por pagar bônus aos seus funcionários e isso se torna habitual, o valor do pagamento passa a ser incorporado ao salário do colaborador. Isso significa que a organização não poderá mais optar por não pagar essa quantia. Ela deverá, ainda, ser acrescida às férias, décimo terceiro, além da exigência de serem recolhidos os encargos previdenciários e tributários, assim como diz a lei. 

Com a PLR, isso não acontece, tendo em vista que não tem natureza salarial. Dessa forma, o gestor não corre riscos de ter que realizar o pagamento obrigatório no salário do empregado ou de executar os inúmeros recolhimentos decorrentes. 

No entanto, é necessário que o empresário cumpra com os termos dessa participação. Entre eles, o fato de que não é permitido que ela seja feita mais que duas vezes no ano, sob pena de desvirtuar a natureza da parcela. 

Motivação para a melhoria do desempenho dos funcionários

Caso a empresa opte pelo programa de participação nos resultados, é fundamental estabelecer metas individuais ou por equipes. Isso porque é necessário que cada um saiba que o seu desempenho terá uma direta relação com o ganho da participação. Afinal, ela será distribuída apenas àqueles que alcançarem as metas estabelecidas pela organização. 

No programa de participação nos lucros, é possível que a empresa fixe um percentual do lucro a ser distribuído de maneira igual para todos os funcionários. Além dessa opção, a organização pode estipular um percentual fixo para todos, com variáveis de acordo com o cargo ocupado pelo funcionário. 

De toda forma, o programa funciona como um incentivador para o bom engajamento do profissional. Na medida em que seu trabalho é realizado de maneira correta e eficiente, ele resultará na participação dos lucros. Ou seja, a produtividade de cada funcionário pode significar um ganho para os resultados e metas da empresa.

Melhora o clima organizacional 

Adotar um programa de participação nos lucros ou resultados pode significar uma melhoria no clima organizacional de toda a empresa. Isso acontece devido ao fato de os funcionários se sentirem mais integrados à organização e almejarem crescer junto com ela, pois os gestores reconhecem a importância da produtividade de cada colaborador. 

Além disso, a organização tem a oportunidade de formar um ciclo em que o funcionário ajuda a empresa crescer e o empreendimento retribui essa colaboração com parte de seu lucro. O objetivo disso tudo é fortalecer o laço entre a empresa e os empregados e melhorar a comunicação, a partir de uma parceria benéfica para ambos. 

Por fim, é importante acrescentarmos que a reforma trabalhista trouxe a previsão de que as convenções coletivas e os acordos terão prevalência sobre o que diz a lei quanto a essa participação. Dessa forma, é necessário se atentar às particularidades. 

Deixe seu email e ganhe desconto na compra do seu Exame Toxicológico na LABET!

Como implementar a PLR?

Para implementar a PLR, é necessário se atentar em alguns pontos no planejamento. Saiba quais são elas a seguir!

Definir a equipe e o desenvolvimento do programa

É importante estabelecer quais pessoas estarão envolvidas nesse processo, envolvendo os colaboradores para que haja sucesso na sua implementação. A participação nos lucros é benéfica para os dois lados e, por isso, estabelecer uma equipe se torna o primeiro passo para a eficiência do projeto. 

Estabelecer metas

Como dito, para que o colaborador tenha participação nos lucros e resultados, é necessário cumprir as metas estabelecidas. Dessa forma, seria um erro o RH menosprezar o plano de metas — elas devem ser mensuráveis e acordadas de maneira que fique positivo para os dois lados. 

Portanto, fique atento apenas para o fato de que, ao mesmo tempo, uma meta não pode ser impossível para o colaborador, mas, sim, desafiadora!

Definir indicadores de desempenho 

As metas são mensuráveis, certo? Então, isso significa que elas podem (e devem!) ser medidas. Podemos dizer que o ponto mais importante para o sucesso da implementação é, após a definição das metas, fazer o acompanhamento mensal dos resultados. E um software de gestão orçamentária pode contribuir para acompanhá-las e tornar mais claro o que precisa ser melhorado e investido. 

Quem pode implementar essa estratégia?

Apesar de não ser obrigatória, a PLR traz bastante benefícios. As empresas implementam como forma de encontrar e reter talentos, além de maximizar e motivar a produtividade. 

A questão sobre implementar essa estratégia ou sobre qual programa escolher deve ser analisada por empresa. É necessário, então, verificar se para o seu negócio é mais atraente um programa de lucros ou se existem outras questões por trás da lucratividade que merecem mais atenção (como o nível de absenteísmo ou outros problemas relacionados à gestão).

De toda forma, o programa de participação nos lucros e resultados só tende a acrescentar para a sua empresa. A partir de todas as vantagens apresentadas e seguindo os passos que abordamos, a estratégia será eficiente para o seu negócio, retendo talentos e motivando sua equipe. 

Agora que você já sabe mais sobre o assunto, que tal entender as estratégias para lidar com o turnover em uma empresa de transporte? Boa leitura!