Não basta trocar o posicionamento dos pneus, é preciso ter zelo com a manutenção desses itens!

Sim, companheiros, o rodízio de pneus é necessário se quer aumentar a vida útil desses itens dispendiosos. Além disso, calibrá-los periodicamente também colabora para reduzir o desgaste e um menor gasto de combustível, sabia?

Não existe fórmula mágica para colocar em prática o rodízio de pneus. Por isso, algumas formas de executar esse revezamento são mais indicadas do que outras. Muitos especialistas afirmam que deve ser feito a cada 5000 km rodados. Outros, falam da troca a cada 10000 km. Então, percebemos que não há uma regra, mas uma concordância quase unânime.

Neste texto, vamos falar mais sobre a importância do rodízio de pneus e indicar como fazê-lo. Acompanhe e boa leitura!

Qual a importância de revezar a posição dos pneus?

O bom motorista profissional busca formas de melhorar sua direção e torná-la mais eficiente e econômica. O desgaste de pneus, segundo a Bridgestone, uma das maiores fabricantes do mundo, precisa ser estável. Mas, o que isso quer dizer? Quer dizer que não deve acontecer de forma desigual. Ou seja, as laterais, as ranhuras e a sola precisam ser igualmente desgastadas.

Assim, a direção, a segurança e bem-estar do condutor e passageiros e o desempenho do veículo não ficam comprometidos. Veja os riscos de não revezar corretamente os pneus.

Segurança no trânsito

Quer mais segurança no trânsito? Não comprometa sua boa direção com pontos que podem ser evitados. Pneus ruins não respondem com a mesma qualidade a manobras evasivas, impacto, frenagem e aceleração.

Deixe seu email e ganhe desconto na compra do seu Exame Toxicológico na LABET!

Gasto excessivo de combustível

Os pneus murchos, por exemplo, fazem você gastar mais combustível. Além disso, são um perigo para a aquaplanagem e até para o desencaixe das rodas, já pensou?

Vida útil reduzida

O desgaste desigual e o excesso ou falta de calibragem comprometem muito a vida útil dos pneus. São itens caros, não dá para ficar comprando sempre, não é verdade? Para aumentar a vida útil e a qualidade da performance do carro, manter uma correta calibragem e rodízio de pneus são tarefas fundamentais.

Qual o momento adequado para fazer o rodízio de pneus?

Se as rodovias por onde trafega estão em mau estado de conservação, pode ser que tenha de fazer a alternância com mais frequência. Caso contrário, se a pavimentação estiver legal, fixe o limite que citamos de 10000 km, por exemplo, para fazer o revezamento.

Lembre-se de conferir as marcações das ranhuras diretamente nos pneus para saber se já não é hora de comprar novos. Para economizar, adquira ao menos um novo par para inserir no rodízio e não se esqueça de incluir o estepe no cronograma de troca.

Também é importante considerar o tamanho e peso de seu carro. Lembre-se que para veículos grandes e pesados, pneus em bom estado de conservação nos eixos traseiros garantem maior estabilidade.

Viu como é importante fazer o rodízio de pneus corretamente? Então, não perca tempo e aplique nossas dicas para rodar com mais tranquilidade, segurança e economia. Afinal, quem vive no trânsito sabe como esses pontos são importantes!

Se gostou das nossas dicas, vai curtir também a leitura deste outro artigo sobre direção segura, não deixe de ler!

Exame toxicológico na LabetPowered by Rock Convert