Consumir determinadas substâncias oferece riscos ao motorista e às pessoas de modo geral. Saiba quais são as principais!

O exame toxicológico é um tipo de teste que tem como objetivo verificar se a pessoa consumiu algum tipo de substância tóxica ou droga em um determinado período específico. O teste de cabelo é obrigatório desde 2016 para a emissão ou renovação de carteira de motorista nas categorias C, D ou E, devendo ser realizado em laboratórios credenciados e autorizados pelo DENATRAN.

Além dele, é possível realizar o teste por meio de exames de sangue e de urina. O que muda entre eles é a janela de detecção, ou seja, o período que será identificado o uso de droga.

Existem diversas drogas na urina que podem ser analisadas. Você sabe quais? Acompanhe nosso post que a gente apresentará mais sobre esse exame, suas principais diferenças com outros testes e quais são as principais substâncias encontradas. Acompanhe!

Exame toxicológico: entenda mais sobre o assunto

O exame toxicológico, também chamado de exame toxicológico de larga janela de detecção, permite identificar as substâncias que a pessoa fez o uso nos últimos meses, além de indicar a concentração delas no organismo.

Entre os meios que são possíveis de realizá-los, estão o sangue, saliva, urina, cabelos e pelos, sendo os últimos os mais comuns e obrigatórios pelo DENATRAN. No local, o profissional capacitado para essa atividade faz a coleta do material da pessoa, enviando para análise. Ela varia de acordo com o laboratório, pois existem diversas técnicas para a detecção de substâncias tóxicas no organismo da pessoa.

As informações variam de acordo com o material coletado, sendo possível obter diversas variáveis, como:

  • sangue: permite detectar o consumo de drogas em um período de um ou dois dias;
  • urina: detecta o consumo de substâncias tóxicas de acordo com a frequência e intensidade de uso, variando entre algumas horas até 30 dias;
  • cabelo: permite identificar o consumo de drogas nos últimos 90 dias;
  • pelos: detecta o uso de drogas por um período de até 6 meses.

Os pelos e o cabelo são os materiais que mais fornecem informações relacionadas ao contato com substâncias tóxicas, devido ao fato de a droga, quando consumida, se espalhar pelo sangue e acabar nutrindo os bulbos capilares, sendo possível detectá-la por um período maior e com mais facilidade.

Drogas na urina: conheça as substâncias que podem ser detectadas

A seguir, apresentaremos quais as substâncias podem ser detectadas com o exame de urina. Continue a leitura!

Maconha

A maconha é o nome popular da Cannabis sativa e é considerada uma das drogas mais consumidas no nosso país, por ser barata e de fácil acesso nos centros urbanos. O que traz os seus efeitos é uma substância denominada THC, que varia de quantidade de acordo com a forma como é produzida ou fumada.

Entre os efeitos, a maconha pode ser prejudicial para os motoristas pois traz euforia e ao mesmo tempo sonolência, risos sem motivo algum e espontâneos, além de perdas de equilíbrio, coordenação motora, fala, noção de tempo e do espaço. Há, ainda, o aceleramento do coração, fome, olhos vermelhos e perda temporária de inteligência.

Haxixe

Assim como a maconha, o haxixe é extraído das folhas da Cannabis Sativa, planta que se adapta facilmente em nosso país por ter um clima tropical. No entanto, enquanto a maconha tem 4% de THC, o haxixe chega a concentrar até 14%.

O haxixe se classifica em três tipos:

  • erva se obtém das sementes, folhas e caules da planta;
  • resina, que é feita por meio do que líquido extraído da planta;
  • óleo, parte mais forte do haxixe.

O consumo é feito por meio de cachimbos ou ingerido sozinho, sendo consumido também com água em uma espécie de chá. É ilícita, sendo proibida de ser comercializada, consumida e produzida.

Entre os seus efeitos, podemos destacar a boca seca, sorriso involuntário, náuseas, euforia, perda de interesse pelo trabalho e alucinações., além da queda de tensão arterial, aumento da frequência cardíaca, prejuízo de memória recente e perda das noções de tempo e espaço. ​

Deixe seu email e ganhe desconto na compra do seu Exame Toxicológico na LABET!

LSD

Comumente utilizada por adolescentes e jovens, o LSD, abreviação para a dietilamida do ácido lisérgico, é uma droga alucinógena e sintética (fabricada em laboratório), de uso oral, que não possui cor, sabor e nem cheiro.

Até mesmo pequenas doses do sintético, como 20 a 50 microgramas produzem alterações mentais, o que provoca sérias distorções no funcionamento cerebral do usuário, além de alucinações e várias reações.

Seus efeitos podem ser tanto físicos quanto psicológicos. Em relação ao primeiro, pode provocar aumento da temperatura corporal, frequência cardíaca, pupilas dilatadas, além de suores, perda de apetite, boca seca, insônia e convulsões.

Além disso, o consumo de LSD causa efeitos alucinógenos, que envolve alterações nas percepções auditivas, gustativas, visuais, táteis, olfativas e perda do limite entre o próprio corpo e espaço, causando diversos tipos de acidentes.

Anfetaminas

Muito utilizadas por motoristas, as anfetaminas pertencem ao mais comum grupo de drogas psicoestimulantes, ou seja, são responsáveis por acelerar o sistema nervoso central, o que acarreta na redução de necessidade do sono, aumento da atividade motora e euforia.

São sintéticas e em estado puro têm formatos de cristais amarelados. Podem ser consumidas por via oral, aspiradas em forma de pó ou injetada. Da mesma forma que ocorre com outras drogas, com o tempo ingerido o organismo torna-se mais tolerante, obrigando a pessoa a ingerir cada vez mais com o objetivo de ter os mesmos efeitos.

Em longo prazo, esse consumo pode trazer a irritabilidade, insônia, desidratação ou sono inconstantes, além do aumento da tensão arterial, dores de cabeça, taquicardias, tonturas, vertigens e perda de apetite, podendo acarretar em anorexia e desnutrição.

A partir da leitura deste texto, podemos observar que drogas na urina podem ser facilmente identificadas por meio do exame toxicológico. Utilizá-las afeta não apenas o motorista, como põe em risco a vida de outras pessoas que circulam pelas estradas nacionais, além de trazer riscos para a empresa e para a integridade da carga.

Agora que você está por dentro das principais substâncias encontradas na urina, que tal entender um pouco mais sobre as regras quanto ao uso de drogas e entorpecentes por meio da lei do caminhoneiro? Acesse nosso post sobre o assunto e tenha uma boa leitura!

Powered by Rock Convert