Os opiáceos são substâncias nocivas à saúde e só devem ser consumidos sob prescrição médica.

O que você sabe sobre os opiáceos? É importante ter conhecimento sobre o tema, principalmente se quer ver os motoristas da empresa livres dessas substâncias perigosas.

Há indícios de que a papoula (flor de onde se extrai o ópio) foi uma das primeiras plantas cultivadas pelo homem devido a seus princípios analgésicos e também por dar sensação de euforia.

Neste texto, vamos explicar mais sobre os efeitos dos opiáceos no organismo humano e como podem trazer consequências graves para quem faz o uso sem indicação médica. Confira e boa leitura!

O que são os opiáceos e como agem no organismo?

Os opiáceos são as substâncias produzidas a partir da papoula, uma flor, como falamos acima. A partir do ópio extraído, produz-se alguns fármacos. Podem ser fracos ou potentes, dependendo da finalidade. Veja alguns exemplos de opiáceos.

Morfina

É o mais usado dos derivados do ópio. Ajuda no controle de dores crônicas e seu uso deve ser feito sob orientação médica.

Codeína

É muito eficiente contra dores moderadas, mas também pode ser usada como um agente supressor da tosse.

Heroína

É bem raro a heroína ser receitada por médicos. Seu uso está mais ligado ao abuso e compulsão. A tolerância do usuário faz com que necessite de doses cada vez maiores.
São drogas de altíssimo poder de vício e o uso prolongado leva a séria dependência e, consequentemente, às crises de abstinência.

Deixe seu email e ganhe desconto na compra do seu Exame Toxicológico na LABET!

Como o uso indiscriminado dos opiáceos afeta a rotina do motorista?

Principalmente para os motoristas de transporte, seja de passageiro ou de carga, o abuso dessas substâncias pode ser extremamente prejudicial e até mesmo fatal. Sob o efeito da droga, ele está sujeito a ter alucinações, fotossensibilidade, irritabilidade e outros problemas que misturados ao volante são uma péssima combinação.
Ao sofrer uma crise de abstinência o motorista pode sofrer dos seguintes sintomas.

  • insônia;
  • dores abdominais;
  • baixa coordenação motora;
  • dores musculares;
  • sudorese intensa;
  • náuseas;
  • diarreia e vômito;

Associados à atividade profissional de motorista, são sintomas que podem comprometer a direção do veículo e provocar sérios acidentes, concorda? Sobretudo para o transporte de carga, a gravidade de uma situação como a acima referida pode ser muito grave.

O que fazer para evitar que os motoristas façam uso dos opiáceos?

O método mais eficiente é a prevenção. Trata-se de um tema que precisa ser abordado. Afinal, o problema existirá, quer falemos sobre o assunto ou não, certo? As campanhas de conscientização devem ser periódicas e oferecer um conteúdo adequado. Incentivar a prática esportiva e alternativas saudáveis de lazer também é uma ótima opção para ajudar na prevenção do uso dos opiáceos e outras drogas.

A aplicação do Exame Toxicológico é uma das formas que a empresa encontra de tomar a iniciativa para evitar os usuários de drogas entre seus colaboradores. São muito confiáveis e a LABET, por exemplo, é um laboratório que oferece, com exclusividade no Brasil, laudos que garantem valor forense. Ou seja, são válidos como prova em tribunal. Além disso, a obrigatoriedade do exame reduziu drasticamente o número de acidentes nas estradas, sabia?

O uso de drogas como os opiáceos entre os motoristas pode ser bem ruim para o clima organizacional e para a eficiência da empresa. Considere nossas dicas e lembre-se da responsabilidade da empresa para com o bem-estar de todos.

Se quer saber tudo sobre o exame toxicológico, é só acessar este outro artigo do nosso blog. Confira a leitura, é bem esclarecedora e informativa!

Powered by Rock Convert