Se os seus colaboradores não estão conectados com o seu negócio, sem o engajamento de funcionários necessário, o clima organizacional fica negativo e gera, inclusive, mais gastos ao empregador. Isso acontece porque o funcionário depende de algo que o inspire ao envolver-se para desempenhar as rotinas. Assim, ter programas de motivação nas empresas é fundamental.

Pensando por essa lógica, neste artigo abordaremos sobre algumas ações para que você motive seus funcionários e que todos saiam ganhando. Acompanhe!

1. Envolva-se com os projetos dos seus colaboradores

No Brasil, as pessoas inclinam-se em passar a maior parte do seu dia no trabalho, portanto, é importante que haja um bom relacionamento entre os funcionários. Estar próximo da equipe no desenvolvimento das tarefas e promover o engajamento dos funcionários pode fazer toda a diferença.

Após atribuir projetos aos seus funcionários, não permita que eles estejam completamente sós nesse desenvolvimento. Um bom gestor é aquele que confere regularmente, pergunta se o funcionário precisa de alguma ajuda e toma atitudes para que as metas sejam alcançadas.

Superiores engajados permitem com que seus funcionários também estejam. Por essa razão, selecione um tempo do seu dia para curtas conversas. Mas atenção, demonstre interesse sem deixar uma sensação de cobrança excessiva, pois isso pode desestimular o colaborador.

2. Seja um líder que inspira os programas de motivação nas empresas

Para ser um líder que inspire a equipe, é preciso inspirar a si mesmo.

Aqueles líderes que são competentes, proativos e apaixonados pelo que fazem são de fundamental importância para o engajamento do colaborador. Portanto, demonstre interesse não apenas pelos projetos dos funcionários, como também pelas necessidades diárias do trabalhador e das suas ambições para que ele sinta que a contribuição cotidiana que deposita em sua empresa é valiosa e gera resultados.

Dentro desse item também se encaixa a necessidade do feedback para manter os funcionários motivados, converse regularmente para entender como aquela experiência no local de trabalho pode ser melhorada, além de fornecer palavras de apoio e dicas para que ele se desenvolva cada vez mais. Não se limite apenas às críticas, assim eles se sentirão desencorajados. Ao mesmo tempo, não se prenda apenas aos elogios, saiba dosar as duas coisas.

É fundamental que um líder saiba como trabalhar com as diferentes personalidades dos seus funcionários. Essas diferenças, se bem utilizadas, podem ser usadas a favor dos objetivos que se esperam conquistar dentro da empresa.

Ser um líder inspirador requer responsabilidade. Suas conversas sobre trabalho em equipe precisam condizer com suas atitudes.

3. Reconheça os esforços dos funcionários

Um funcionário motivado é aquele que, constantemente, tem seus esforços reconhecidos e recompensados. Por essa razão, elogie-os regularmente, além de oferecer incentivos com o objetivo de que eles aprimorem suas performances. Mensalmente, reserve um tempo para celebrar as conquistas de modo significativo para eles.

Benefícios e remunerações que são consideradas compatíveis com o mercado são alguns dos fatores-chave para o engajamento dos funcionários, mas incentivos oferecidos que objetivam maior desempenho, geram uma motivação ainda maior dos colaboradores para o esforço diário, visando atingir as metas da empresa.

As metas ajudam a incentivar o crescimento individual ao desenvolver novas habilidades. Quando atreladas às gratificações, motivam o funcionário a alcançar outros níveis.

No entanto, é preciso entender quais recompensas mais estimulam seus colaboradores. Caso contrário, alguém pode não se empolgar tanto com um bônus salarial enquanto sonha em ter seu nome no quadro de destaques do mês.

4. Esteja atento à sua comunicação para promover engajamento de funcionários

A comunicação é de suma importância para o sucesso de qualquer negócio. Portanto, esteja atento se você está se comunicando claramente com os membros do seu time. Caso seus colaboradores não entendam o que devem fazer, em vez de engajados ficarão frustrados.

Comunique-se não apenas verbalmente, como também por e-mail e busque garantir que todos sigam a mesma linha de raciocínio durante o projeto.

Ações de endomarketing fazem parte dos programas de motivação nas empresas. Elas podem contribuir para que os funcionários sintam-se seguros e autoconfiantes, pois saberão que estão na direção certa. Logo, é importante manter as diretrizes sempre claras para que a equipe saiba o que fazer, como fazer e por que fazer.

Manter os colaboradores sempre atualizados com informações relevantes e novidades — que se referem ao trabalho em questão — também contribui para o engajamento dos funcionários. Para tal, é possível utilizar alguns modelos de comunicação, tais como:

  • jornais e revistas corporativas;

  • boletins impressos;

  • mural fixo;

  • cartazes em locais estratégicos;

  • intranet;

  • newsletter;

  • rede social corporativa, dentre outros.

5. Promova treinamentos internos

Algo tão valioso quanto os benefícios financeiros é, sem dúvida, o aprendizado. Por isso, aquela empresa que se preocupa com o desenvolvimento e a expertise de seus funcionários, que estimula o estudo e a pesquisa dentro do seu próprio escritório, tende sempre a sair na frente e a lucrar com uma equipe de colaboradores cada vez mais capacitada.

E quando se conta com a ajuda de outros funcionários, nem é preciso contratar professores e gastar uma determinada quantia financeira. Cada profissional da empresa tem uma área que domina mais (seja a que está empregado ou não). Portanto, cada profissional pode contribuir com o seu aprendizado, o que torna o processo mais atrativo e ainda eleva a autoestima dos colaboradores, que se sentirão valorizados por ensinar sobre seu nicho de atuação.

Criar um programa de treinamento baseado nos objetivos designados ao time contribui significativamente para o engajamento de funcionários. Os treinamentos de integração são ótimos para estabelecer a cultura organizacional, por exemplo. Já os de capacitação, para adquirir um novo conhecimento.

Os treinamentos auxiliam as empresas a fim de atingir a eficiência necessária por meio do desenvolvimento de conhecimentos, habilidades e atitudes dos colaboradores.

Deixe seu email e ganhe desconto na compra do seu Exame Toxicológico na LABET!

6. Aumente a participação na tomada de decisões

Outra estratégia bastante eficiente para a motivação da equipe é o aumento da participação de cada colaborador em tomadas de decisões, o que aumenta as chances da empresa obter êxito em seus objetivos. E por que isso acontece? A equipe se sente valorizada em ver que suas opiniões foram consideradas no planejamento da empresa para definir metas e ações.

As metas têm maiores chances de serem bem-sucedidas, também por contar com pontos de vista diferenciados, especialmente devido ao fato dos colaboradores estarem em contato direto com a produção, os clientes, as necessidades e exigências que a empresa precisa manter a prioridade.

Ou seja, eles estão cientes dos comportamentos que nem sempre os gestores de um nível hierárquico maior têm contato, o que colabora no aperfeiçoamento das decisões a serem tomadas.

No entanto, são necessários critérios para acatar ideias. Pode-se dividir, por exemplo, em valores. Nesse caso, o gerente escolhe determinada ação que pede um investimento mais elevado, enquanto os coordenadores e analistas ficam responsáveis por quantias menos significativas.

É importante também atribuir responsabilidades à medida que os funcionários demonstram maior capacidade. A autonomia é um fator fundamental e tem o intuito de fazer com que os funcionários sintam-se importantes e parte fundamental do negócio.

7. Tenha um plano de carreira bem estruturado

Implantar um bom plano de carreira é essencial para reter colaboradores, por estarem mais motivados. Ao inserir programas desse nível no ambiente corporativo, o gestor passa a dar aos funcionários perspectivas de promoção, o que diminui a sensação, ao longo do tempo, de estagnação no trabalho.

Assim, os colaboradores também focam de forma significativa em metas e objetivos, visando alcançar alguns critérios necessários para essa progressão, o que reflete diretamente na produtividade do trabalhador, nos melhores resultados e em um bom desempenho não apenas do funcionário, como no da própria empresa.

Para esse fim, é necessário criar a estrutura do organograma da empresa atual de modo que o plano de futuro a curto, médio e longo prazo seja incluído. Com isso, surgirão alguns cargos novos e será o momento de refletir sobre o que está sendo feito atualmente para que essa estrutura seja alcançada.

Escutar os funcionários e ouvir suas expectativas de carreira pode ajudar a perceber se a empresa está conseguindo desenvolver a valorização dos funcionários e, também, o aprendizado das competências necessárias para esse plano.

As reuniões em grupo — formais ou informais — são ótimas para alinhar as expectativas de ambos os lados.

Vale lembrar que é importante o funcionário ter essa percepção desde a integração na empresa, sabendo que é responsável por criar sua própria trajetória.

8. Estimule a visão de dono

Quando a equipe é estimulada a ter uma visão holística da empresa — o olhar da estrutura como um todo — as tarefas deixam de ser obrigação e começam a fazer sentido.

Por conseguinte, os funcionários trabalham com mais zelo e atenção e sentem-se motivados a realizar as funções corretamente. Com isso, a empresa alcança resultados melhores e reduz custos com erros operacionais e rotatividade.

Promover encontros informais estimulam a visão da organização na totalidade, fortalecendo a cultura de engajamento. Além disso, também incentivam os questionamentos e expressões de opinião. Alguns exemplos:

  • cafés e almoços;

  • celebrações em datas especiais;

  • passeios em equipe.

É importante que os colaboradores sintam-se à vontade para se envolver com as dores e alegrias da empresa. Isso gera empatia.

Com o objetivo de que os funcionários olhem para a empresa toda — não apenas ao que lhes convém —, a organização precisa incluí-los como parte do processo. Por isso, os programas de motivação nas empresas são essenciais.

9. Encoraje o equilíbrio entre vida profissional e pessoal

Um funcionário que tem seus problemas pessoais percebidos com atenção pela empresa consegue envolver-se ainda mais com seus objetivos e metas.

Ninguém consegue se separar por completo das preocupações e sentimentos, a fim de direcionar o foco integralmente aos propósitos da empresa. Por esse motivo, a organização deve olhar o funcionário como um indivíduo por completo.

O apoio e a empatia da empresa no que tange as questões referentes à vida pessoal são fundamentais para promover o engajamento dos funcionários.

A organização tem que ouvir as dificuldades que a equipe tem para entregar o resultado que precisa e pensar em como pode ajudá-la. Por tanto, é necessário incentivar os funcionários em ter qualidade de vida e passar mais tempo com a família e os amigos.

Do mesmo modo, atitudes que levam um funcionário a não conseguir se desligar da empresa não são saudáveis. Quando a empresa estimula esse equilíbrio, transmite ao time gentileza e preocupação com seu bem-estar.

É recomendado respeitar o tempo de descanso dos funcionários. Portanto, o colaborador deve ser contatado na folga em casos de extrema urgência — situações que precisam ser resolvidas naquele instante e que não há outra forma de resolução sem a ajuda dele.

Criar uma cultura em que os funcionários sintam-se acolhidos e seguros — podendo falar sobre as preocupações que os afligem —, motiva-os a estarem dispostos em colaborar com a empresa sempre que necessário.

10. Implante um programa interno de saúde e bem-estar

A implantação de um programa que envolva saúde e bem-estar faz com que os funcionários trabalhem melhor, com menos chances de dores e lesões, além de estarem mais bem-dispostos. Além disso, o estresse diminui, o que pode afetar de maneira considerável o desempenho dos funcionários em suas respectivas atividades.

Para isso, essas atividades devem incluir exercícios laborais durante o expediente, que poderão ser exercidos por um profissional da área, como um fisioterapeuta. É essencial, também, o uso de equipamentos padronizados conforme os requisitos da ergonomia.

Quando faltam equipamentos, instalações e materiais eficientes para trabalhar, isso também impacta negativamente na motivação dos colaboradores. O time fica desestimulado em entregar um resultado satisfatório a uma empresa que não teve a mesma preocupação.

É importante que as tarefas sejam entregues à medida que existam condições para realizá-las. Caso contrário, o time ficará desestimulado em não conseguir entregar os resultados propostos pela organização.

De acordo com o estudo “Tendências Globais de Capital Humano 2018“, realizado pela Delloite ao ouvir 11 mil líderes de 30 países — inclusive, o Brasil —, 92% dos executivos acreditam que a atenção ao bem-estar precisa ter a devida importância. O estudo comprova que as empresas têm buscado se posicionar com atitudes mais responsáveis para proporcionar maior comodidade à vida dos seus colaboradores.

Esses pontos colaboram significativamente para o aumento da satisfação no ambiente corporativo, pois, assim, os funcionários cuidarão melhor da sua saúde e, consequentemente, se tornarão mais produtivos e engajados.

Percebeu a importância de promover o engajamento e realizar programas de motivação nas empresas? Com essas ações, não apenas os funcionários sairão ganhando, como a própria empresa que atingirá resultados mais satisfatórios.

Como está o exame toxicológico dos seus motoristas? Quer saber por que a LABET é a melhor opção para sua empresa? Entre em contato conosco para conhecer de perto nossas soluções!

Powered by Rock Convert