Ao escolher um laboratório para o Exame Toxicológico, é preciso optar por aquele que ofereça um bom atendimento e que seja confiável. Confira nosso texto!

Desde que foi aprovada a Lei 13.103, também conhecida como Lei do Caminhoneiro, houve mudanças significativas no dia a dia do motorista profissional. Entre elas, a obrigatoriedade do Exame Toxicológico de Larga Janela de Detecção na admissão e contratação de colaboradores — implantada a partir de setembro de 2017.

Entre as muitas dúvidas causadas devido às modificações, uma diz respeito à segurança do laboratório onde será feito o exame. Como é feita a coleta do pelo no Exame Toxicológico? Para onde é direcionada? Como esse transporte é feito? Existe a possibilidade de uma contraprova?

Pensando nesses aspectos, elaboramos este post para que você entenda esses pontos, além de tirar suas dúvidas sobre como é a segurança na LABET. Boa leitura!

Entenda sobre o Exame Toxicológico

Antes da implementação da Lei do Caminhoneiro, motoristas profissionais eram submetidos a longas jornadas. Para conseguir chegar até o destino e levar as cargas no menor tempo possível, acabavam ingerindo substâncias psicoativas que, em um primeiro momento, aumentavam a sua resistência. Sendo assim, o Exame Toxicológico de Larga Janela de Detecção tem como objetivo identificar se houve o consumo de algumas dessas substâncias.

Entre elas, é possível verificar:

  • maconha;

  • crack;

  • anfetaminas;

  • metanfetaminas;

  • ecstasy;

  • morfina;

  • hidromorfina.

Entre os sintomas apresentados pelo consumo da maioria dessas substâncias, destaca-se a perda da coordenação motora, dores pelo corpo, tontura, aumento da pressão arterial — que pode ocasionar em problemas mais graves caso o motorista esteja em trânsito —, perda de apetite e ansiedade. ​

Todos esses agravantes podem contribuir para que o motorista não tenha plena consciência de seus atos enquanto dirige, ocasionando acidentes. Dessa forma, por meio da coleta de cabelo ou pêlos do corpo, o Exame Toxicológico de Larga Janela de Detecção, a partir da análise da queratina, identifica o consumo de substâncias ilícitas em um período de até 180 dias.

Caso o resultado seja positivo, o motorista das categorias C, D ou E tem a sua CNH (Carteira Nacional de Habilitação) suspensa por no mínimo 90 dias, quando pode novamente fazer o teste. Além disso, se ele estiver contratado em uma empresa de transporte — independentemente do tamanho —, ficará o período exigido por lei sem trabalhar (o equivalente a 12 meses). 

A importância do Exame Toxicológico

De acordo com dados analisados entre os anos de 2015 e 2017, houve uma redução de até 34% de acidentes nas rodovias brasileiras envolvendo caminhões. Quando analisamos os acidentes de ônibus, essa queda chega a 45%.

A partir da aprovação da lei, pode-se considerar que houve uma conscientização tanto das empresas quanto dos colaboradores. O uso de substâncias psicoativas gera condições desumanas ao colaborador, uma vez que ele está submetido a longas jornadas de trabalho com o objetivo de diminuir o tempo de transporte das cargas em questão.

Não necessariamente é possível afirmar que a aprovação da lei e a obrigatoriedade do exame foram os motivos principais para a redução do índice de acidentes, mas a sua necessidade causou uma influência positiva.

Devemos levar em consideração que não utilizar esses tipos de substâncias permite vantagens além das mencionadas (segurança para motoristas, para as empresas e para as pessoas que transitam pelas rodovias), como também contribui para maior bem-estar e qualidade de vida do profissional. Os danos à saúde causados pelas drogas podem ser irreversíveis, prejudicando o motorista como um todo.

Saiba a necessidade de contar com laboratórios de confiança

No momento de fazer o Exame Toxicológico, é essencial contar com laboratórios que tenham tradição no mercado e ofereçam confiabilidade. Esse resultado vai influenciar na sua carreira profissional e, por essa razão, é preciso que haja profissionalismo desde o primeiro contato.

O Exame Toxicológico da LABET passa por algumas etapas, como a coleta, fase de triagem e fase de confirmação. Dessa forma, um laboratório de confiança terá todas as ferramentas necessárias para cumprir com a legislação e garantir o resultado efetivo ao profissional.

Para entender sobre os pontos a serem observados ao escolher por um laboratório, veja duas questões essenciais!

Pontos de coleta

De nada adianta contar com uma empresa que tenha expertise no mercado se não oferece comodidade ao profissional, não é verdade? Por essa razão, é essencial considerar a rede de coleta parceira do laboratório credenciado ao DENATRAN — Departamento Nacional de Trânsito.

Hoje, a internet oferece o fácil acesso às informações sobre qualquer assunto. Sendo assim, pesquise qual é a rede de coleta mais próxima de sua casa ou trabalho, com o objetivo de você não desviar o caminho e tornar todo o processo mais prático.

Além disso, existem redes com vários pontos espalhados pelo país, permitindo ao profissional escolher por aquele que mais atende às suas necessidades.

Tecnologia e capacitação da equipe

Essa dica vale para qualquer escolha quando se trata da sua saúde. Ao escolher por um médico especialista em determinada área, certamente você vai pesquisar bastante e optar por aquele que mais transmite confiança e que seja recomendado por uma parcela da população, não é mesmo?

Na escolha do laboratório é a mesma coisa! É preciso que a opção seja por aquele que investe constantemente na atualização de seus equipamentos e na capacitação da equipe.

Além disso, é preciso considerar a qualidade do atendimento, que necessariamente precisa ser ética e profissional. A melhor forma de fazer uma escolha eficiente é consultando colegas e familiares que sejam do ramo, pois o Exame Toxicológico é um teste que já faz parte da realidade dos motoristas. Sendo assim, alguns conhecidos provavelmente já terão indicações de uma empresa que seja séria e que ofereça qualidade no trabalho executado.

É necessário sempre ter em mente que o teste toxicológico é algo essencial para a segurança das estradas, sendo obrigatório nas renovações de CNH, na admissão e demissão de motoristas profissionais. Ou seja, a frequência com que você fará ao longo de sua carreira será grande e, por essa razão, será preciso contar com uma equipe que possa auxiliá-lo e tirar as dúvidas comuns para esse tipo de exame.

Dessa forma, avalie o atendimento, o comprometimento do laboratório e, sobretudo, a eficiência em contar com profissionais qualificados que garantirão a confiabilidade do exame.

Deixe seu email e ganhe desconto na compra do seu Exame Toxicológico na LABET!

Conheça a LABET, referência no mercado

A LABET é considerada a mais completa solução quando se trata de Exames Toxicológicos na América Latina, fundada em 2010 a partir de uma aliança com a Quest Diagnostics — líder mundial em Exames Toxicológicos, cuja sede é nos Estados Unidos, com parceiros LABET por todo o país.

A seguir, entenda por que a LABET se tornou referência no mercado, como é feita a contraprova do Exame Toxicológico, os diferenciais de nossa empresa, como é feito o transporte dos materiais e por que nossa rede se destaca dos concorrentes. Confira!

Por que a LABET se tornou referência no mercado?

Conforme abordado, um dos principais pontos ao contratar um laboratório de confiança diz respeito à capacitação de seus profissionais. Nesse sentido, a LABET se destaca! Com colaboradores altamente qualificados, a empresa ainda oferece preços competitivos e comodidades não vistas pelos concorrentes, como a retirada do laudo feito por meio da internet.

Sendo assim, se você também é daqueles que tem uma rotina puxada e dificilmente consegue encontrar um espaço para afazeres extras, esse não será um problema. Basta entrar em seu login no site da LABET e visualizar seu resultado.

A obrigatoriedade do teste na admissão, demissão e renovação da CNH veio para diminuir os acidentes nas estradas e garantir a saúde e bem-estar do motorista. Para isso, a LABET trabalha para contribuir com a diminuição desses índices e para a qualidade de vida do profissional.

Ao executar o exame em uma empresa com o porte da LABET, o profissional e a empresa de transportes que contratar pelos serviços estará muito mais do que apenas seguindo a legislação: contribuirá para mais produtividade dos colaboradores, além de diminuir o nível de absenteísmo, um dos principais indicadores de RH.

Como é feita a contraprova do Exame Toxicológico?

O motorista profissional que considerar o resultado do Exame Toxicológico incoerente com os seus hábitos, pode solicitar a contraprova do teste. Nesse sentido, mais uma vez a necessidade de contar com um laboratório de confiança torna-se essencial, sendo que a coleta de pelo e/ou cabelo da contraprova é feita no mesmo dia daquela que gerou o primeiro resultado.

Esse direito ao trabalhador é previsto pela resolução da Lei 691. Para solicitar esse novo exame, é preciso esperar o resultado do laudo para que o laboratório dê encaminhamento à nova avaliação.

Você deve estar se perguntando: por que as coletas (prova e contraprova) são feitas no mesmo dia pela empresa responsável? Vamos entender essa questão a partir do resultado do Exame Toxicológico. A análise de queratina, proteína presente no cabelo, identifica o consumo de substâncias psicoativas por até 180 dias.

Sendo assim, o novo laudo precisa ser elaborado avaliando o mesmo período do primeiro resultado. Caso seja feita uma nova coleta, o teste automaticamente pode ser diferente, uma vez que, a partir do crescimento do cabelo, uma nova janela será identificada.

Assim que solicitar a contraprova, o motorista vai assinar um termo que vai garantir o uso da segunda amostra. Após esse resultado, não terá direito a uma nova checagem. No novo teste, a avaliação será destinada especificamente para confirmar o uso da droga identificada na primeira análise.

Sendo assim, os equipamentos e ferramentas do laboratório não mais tentarão identificar substâncias como um todo, mas sim, analisar a presença daquela substância confirmada no laudo — seja metanfetamina, maconha, ou qualquer outro tipo de droga. É possível que tenha uma variação quantitativa, mas a legislação afirma que o importante é verificar apenas a presença, sem considerar a quantidade.

Quais são os 6 diferenciais da LABET?

A seguir, selecionamos quais são os principais diferenciais da LABET para que você faça a escolha correta. Confira!

1. Rede de laboratórios credenciada e segurança garantida

Ao escolher por um laboratório para que seja feita a coleta de seu material e você tenha um laudo confiável, é preciso pesquisar por aqueles que estejam credenciados para fazer o exame. A LABET, além de preencher esse requisito, obedece a todas as regras estabelecidas pelo CONTRAN — Conselho Nacional de Trânsito — e atende às leis trabalhistas e da CNT, Confederação Nacional do Transporte.

A segurança na LABET é um dos princípios fundamentais de toda a equipe. Toda a logística é estudada de maneira que não tenha riscos para o resultado do exame, além de contar com um sistema antifraude.

Nos resultados, o motorista vai encontrar a certificação CAPFDT, cujo objetivo é garantir valor forense, que pode ser utilizado como prova em tribunais.

2. Pontos de coleta espalhados por todo o país

Mencionamos neste artigo a importância de contar com um laboratório que atenda às suas necessidades, ofereça segurança, mas que também esteja de acordo com a sua logística, não é mesmo? Ao optar pela LABET é possível fazer a coleta em um dos mais de 6 mil pontos de coleta espalhados pelo país.

Quando o motorista chegar até um desses locais e fazer todos os procedimentos necessários, o material será enviado para um laboratório em São Paulo. Um espaço que conta com os mais eficientes equipamentos, em que os exames são processados.

Está em dúvidas sobre qual ponto de coleta está próximo de você e de sua empresa? É só entrar em nosso site, informar qual o seu estado, a cidade e o bairro. Dessa forma, identificamos a unidade que mais atende às suas necessidades.

3. Experiência mobile para a agilidade do processo

Hoje, por meio do celular, é possível fazer praticamente todos as nossas atividades cotidianas. Transações online, fazer planejamento financeiro, entre outras facilidades. A LABET, aproveitando-se dessa praticidade fornecida pela experiência mobile, permite com que o motorista possa agilizar consideravelmente o processo do exame.

No site mobile da empresa, o profissional pode fazer o pré-cadastro e, assim que chegar ao laboratório, basta fazer o pagamento e seguir para a coleta. No entanto, é interessante que o motorista verifique o seu ponto de coleta. Em algumas unidades, o pagamento só é aceito no site, fazendo com que o pré-cadastro não seja válido em todos os pontos. 

4. Preços competitivos e facilidade de pagamento

Ao contratar qualquer tipo de serviço, optar por aquele que apresenta um preço em conta é uma das primeiras questões que levamos em consideração. No entanto, de nada adianta uma empresa oferecer um valor atrativo pelas suas demandas se não apresenta qualidade na entrega!

Na LABET, você vai encontrar o melhor custo-benefício do mercado. É a garantia de que o seu laudo será emitido com segurança, por uma equipe qualificada e com um dos preços mais competitivos do mercado. Além disso, o profissional tem facilidade para a escolha de pagamento. É possível parcelar no cartão de crédito, pagar no débito ou em boleto — em algumas unidades ainda existe a possibilidade de realizar o pagamento em dinheiro. 

Além disso, é possível efetuar o pagamento por meio da Lotérica ou Caixa Econômica. Será enviado um SMS com o código de pagamento e não há a necessidade de esperar a compensação do boleto.

5. Agilidade para a liberação do laudo

Assim como em qualquer outro exame, é normal bater a ansiedade para saber qual é o resultado. Na LABET, em um prazo de até 3 dias, o resultado é liberado para o motorista. Além disso, conforme já explicamos, a retirada é simples, segura e online.

Assim que fizer o cadastro no site do laboratório, o profissional insere o CPF e cria uma senha. Com esses dados será possível acessar e ficar por dentro de todo o andamento do exame, desde a coleta até a emissão do resultado. Ainda é possível acompanhar e verificar se as informações já foram inseridas no RENACH. Basta acessar a aba “Acompanhe Seu Exame” na home e checar esses dados. 

Fique atento, pois o laudo não será enviado pelo e-mail. É necessário que você acesse o site da LABET para que possa verificar o resultado.

Como é o procedimento do Exame?

O procedimento do exame é bastante simples. Assim que chegar até o ponto de coleta, o motorista vai ser destinado para a atividade. Assim que retirado, o material é colocado dentro de um envelope com os dados de identificação, além das informações do profissional que fez o procedimento no ponto de coleta. Para garantir a segurança e a confiabilidade dos resultados, é preciso contar com a presença de uma testemunha, com o objetivo de verificar as condições executadas.

Como abordado, a coleta é feita em dois envelopes. O kit oferecido pela LABET já contém dois itens como esse. Um menor, que será colocado o material para a prova. No outro, um pouco maior, será inserido o cabelo ou o pelo para que faça a contraprova, caso necessário.

É possível burlar o Exame Toxicológico?

Ao explicarmos sobre a segurança na LABET, pode ter surgido uma dúvida: é possível burlar o Exame Toxicológico? Há quem acredite que, ao lavar o cabelo com alguns produtos ou utilizar métodos diferenciados, o resultado do exame trará um resultado diferente. No entanto, isso não é possível.

Existem outras maneiras de analisar a queratina presente no corpo. Dessa forma, de nada adianta raspar o cabelo ou cortá-lo em um tamanho menor do que aquele pedido pelo laboratório. Ao identificar que a amostra de cabelo não é suficiente, o profissional do ponto de coleta recorre justamente às outras alternativas, como pelos de outras partes do corpo ou raspas de unha — para os carecas que comprovarem que têm alopecia universal. 

Além disso, a utilização de shampoos com limpeza profunda com o objetivo de eliminar a presença de substâncias psicoativas nos fios é ineficaz. Ou seja, não adianta adquirir gel, condicionador, shampoo, sprays e pomadas visando adulterar a análise, uma vez que o tóxico está presente no córtex capilar.

Saiba o que acontece após o resultado do Exame

O Exame Toxicológico é dividido em algumas fases. Entre elas, a de triagem, que tem como objetivo identificar a presença das substâncias psicoativas no material coletado. Caso não haja nenhuma identificação, é nessa etapa que o Exame se encerra, com o laudo negativo saindo até 24 horas.

De acordo com a legislação, é preciso que as informações sejam repassadas ao Registro Nacional de Carteira de Habilitação — RENACH. Aqui, mais uma vez se comprova a segurança na LABET, uma vez que existe um processo semiautomatizado. Com o resultado negativo, os colaboradores do laboratório fornecem um comando para que o sistema inclua os dados no RENACH — é necessário que o motorista opte pela inclusão no momento da coleta. 

Do contrário, caso o laudo seja positivo na fase de triagem, ainda existe a etapa de confirmação. Nela, o laboratório vai identificar os níveis de concentração das substâncias encontradas.

É preciso, portanto, que o motorista faça a solicitação para a inclusão das informações no RENACH. Assim, o DENATRAN terá acesso aos principais dados do motorista. Se o motorista não autorizar, não poderá renovar a CNH. 

Se o resultado for positivo, o motorista não responderá a nenhuma ação judicial. A penalidade aplicada a ele é a suspensão do direito de dirigir profissionalmente — a carteira será rebaixada, uma vez que a obrigatoriedade é para as habilitações C em diante. Além disso, prejudicará a sua confiabilidade enquanto profissional, colocando em risco a carreira. 

Neste texto, você se informou de maneira mais eficiente sobre alguns aspectos do Exame Toxicológico de Larga Janela de Detecção. A partir da leitura, identificamos a confiabilidade e a segurança da LABET, fornecendo ao motorista a confiança necessária para executar o exame de maneira tranquila e sem preocupações.

O teste é de grande importância para a carreira do profissional, exigido nas contratações, demissões e renovação de CNH. Além disso, oferece a segurança para as estradas e garante qualidade de vida e bem-estar por desencorajar o uso de substâncias que prejudicam a saúde do indivíduo.

Ficou interessado em conhecer mais sobre a LABET? Entre em contato conosco!